AFOGADOS DA INGAZEIRA - MEMÓRIAS Guest Book

Caso você queira colocar seu registro, clique aqui!


 Registros de 1 a 10 do total de 5173 [Próximo]

Violência assusta, mas não vencerá...

O compositor Dudu Nobre, em 1989, levou para a Avenida Marquês de Sapucaí, um samba enredo campeão que fez a Imperatriz Leopoldinense cantar com muita emoção “Liberdade, liberdade! / Abra as asas sobre nós / E que a voz da igualdade / Seja sempre a nossa voz”. Essa tão sonhada e conquistada liberdade não pode, jamais, ser atropelada pela violência.

A nossa Constituição Federal em seu artigo 144 diz que a segurança pública é dever do Estado e é exercida para preservação da ordem pública. Mesmo assim, infelizmente, no Brasil, a violência cresce e assume uma posição que amedronta essa pacata família cristã. Particularmente, em Pernambuco o número de homicídio teve um aumento de 39,3% no primeiro semestre de 2017 em relação ao mesmo período de 2016. Foram 2.876 mortes por assassinato e 9.624 ocorrências de furtos e roubos diversos, segundo dados da própria Secretaria de Defesa Social.

O problema da violência, há bastante tempo, vem sendo alertado por estudiosos do assunto, onde apontam as gestões irregulares de vários governos contribuindo com o aumento da miséria, provocando a falta de acesso a uma educação de qualidade e, o pior, registro de corrupção devidamente identificado pelas autoridades policiais, como as principais causas desse terrível e perigoso cenário.

Somente com escolhas e decisões conscientes e criteriosas sobre nossos futuros gestores, poderemos alterar esse desfavorável quadro, porque como escreveu Miguel de Cervantes “A liberdade é um dos dons mais preciosos que o céu deu aos homens. Nada a iguala, nem os tesouros que a terra encerra no seu seio, nem os que o mar guarda nos seus abismos. Pela liberdade, tanto quanto pela honra, pode e deve aventurar-se a nossa vida”.

Carlos Moura Gomes <carlosmouragomes@yahoo.com.br>
Gravatá, PE Brasil - 19-Setembro-2017 / 19:04:06

H2O, o elemento da vida...

O Art. 3º da Declaração Universal dos Direitos Humanos diz que "o direito da água é um dos direitos fundamentais do ser humano..." E, segundo nossa Constituição Federal é de responsabilidade dos governos estaduais a tarefa de administrar, tanto a captação como a distribuição de água para toda população. Porém, alguns governos pecam no quesito planejamento, comprometendo drasticamente o fornecimento desse tão importante e precioso líquido. Infelizmente, fica a impressão que a questão hídrica não é prioridade nesse nosso ?Brasil Varonil? que, paradoxalmente, tem as maiores reservas de água doce do planeta.

É lamentável ouvir as inúmeras e constantes reclamações de moradores, residentes em áreas rurais e urbanas, pela falta de água. Sabemos que existe, sim, a crise hídrica, porém isso só não justifica os erros de gestão na prestação do serviço e, consequentemente, no fornecimento do produto que representa a fonte da vida. Projetos mal elaborados e ausência de uma responsável manutenção periódica provocam constantemente, dentre vários atropelos, rompimentos dos dutos com desperdícios incalculáveis.

Em 2015, em sua segunda encíclica, Louvado Sejas, o Papa Francisco alerta que ?o acesso à água potável e segura é um direito humano essencial, fundamental e universal, porque determina a sobrevivência das pessoas e, portanto, é condição para o exercício dos outros direitos humanos.? Adianta o carismático religioso ?privar os pobres do acesso à água significa negar-lhes o direito à vida?.

Carlos Moura Gomes <carlosmouragomes@yahoo.com.br>
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 12-Setembro-2017 / 11:53:50
Olá Fernando, recebi o muito belo e agradável vídeo do nosso Luiz Gonzaga, Rei do Baiao, que me levou a um mundo distante, que, acredito, não mais existe. Fiquei encantado com a entrevista do Luiz Gonzaga.
Faltam-me palavras para descrever o mundo de emoção que esta lembrança despertou em mim.
Estavam aqui, conosco, por três dias, meus dois netos mais novos, Natan e Jason, a quem introduzi o Luiz Gonzaga, relatando a significação daquele muito amado conterrâneo em nossas vidas sertanejas.
Fui introduzido ao Rei do Baião através do Serviço de Autofalantes Pajeú, e daí pra frente foi um mundo de riqueza musical e poética que o Rei nos apresentou. E uma lista longa de joias musicais que, na minha opinião iniciou com Asa Branca, continuando com a sequência fabulosa que nos foi legado.
Muito obrigado pela lembrança tão cheia do doce amargo de saudades.
Um abraço. Zezé

Zezé Moura <jojephd@yahoo.com>
Rosemead, CA EUA - 8-Setembro-2017 / 14:13:51

O perigoso silêncio dos bons!

"Querido pai, Possidônio Gomes, caso essa pequena mensagem não lhe chegue às mãos, fica registrada minha indignação que, como sexagenário, nunca presenciou tamanha desordem e bagunça em nosso valente e forte Brasil.
Pai, antes lhe comunico que o prédio da Prefeitura Municipal de Afogados da Ingazeira, erguida em sua gestão nos anos 1955-1959, o qual o senhor tinha um zelo especial, recebeu uma merecida manutenção na bonita arquitetura.
Sim, pai, em 2012 o professor e poeta, seu sobrinho Marcos Cordeiro, no discurso de posse como membro da Academia Olindense de Letras, lembrou passagem histórica quando o senhor falava que "o dinheiro, não só o da prefeitura, mas de qualquer órgão público, era, unicamente, para ser usado em benefício da população". Recordo-me dessa época! Porém, na minha ingenuidade, comum a toda criança, asseguro que não fazia a menor ideia daquela sincera e profunda declaração.
A notícia muito triste é que, infelizmente, esse conceito não é seguido por um punhado significativo de empresários e políticos brasileiros. São ex e atuais prefeitos, deputados, senadores, governadores e até o Presidente da República envolvidos no maior escândalo de desvio de dinheiro público desses últimos séculos. São várias quadrilhas, segundo o eficiente e digno Ministério Público Federal, que esvaziam os cofres da Nação Brasileira deixando áreas como a educação, a saúde e a segurança na UTI da imoralidade, ou melhor, no “corredor da morte”. Estamos no “fundo do poço!”
Bom, lembro do senhor sentado na calçada, conversando com Dom Mota, bispo da Diocese, que defendia "com unhas e dentes" a honestidade das autoridades e uma justiça justíssima. Lembro bem desse termo! Mesmo sem entender a fundo, achava aquilo tão bonito, tão interessante!
Pai, sinceramente, diante do que estamos passando, sinto a ausência de importantes instituições como parte da Imprensa, Maçonaria, Rotary e Igrejas de diversos segmentos. Digo mais, lamentavelmente, das próprias Forças Armadas.
Diante desse caos, faço meu o brado do líder religioso, Luther King, "O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”.
Com as bênçãos de Deus,"
Carlos Moura Gomes

Carlos Moura Gomes <carlosmouragomes@yahoo.com.br>
Gravatá, PE Brasil - 28-Agosto-2017 / 15:01:07

“... Juntos somos fortes, muito fortes!”

Durante o século dezenove o estadista francês, Victor Hugo, costuma dizer que “As pessoas não carecem de força, carecem de determinação.” Até porque, muitas vezes, o que falta às pessoas não é a força, e sim, vontade.
Dentre as inúmeras decepções sociais, econômicas e políticas que o povo brasileiro vem sofrendo, além do total desinteresse dos legisladores em cumprirem seus verdadeiros papéis em benefício da população, uma mais recente foi imoral! No âmbito do executivo, o atual mandatário da nação, Michel Temer, liberou de forma irresponsável e arbitrária sem dialogar com as comunidades da região, uma extensa área de reservas naturais, para exploração de minério e desmatamento mercantilistas na divisa entre os estados do Amapá e Pará. Tudo isso, infelizmente, diante dos olhos vedados do frágil, conivente e corrupto parlamento.
Perplexidade maior ainda é quando assistimos as estranhas, tendenciosas e parciais decisões da nossa Suprema Corte de Justiça, comprovando que “A pior ditadura é a do poder judiciário. Contra ela, não há a quem recorrer.” Mesmo assim, não vamos pagar pelo grave e covarde pecado da omissão.
O maior neurocirurgião do mundo, na atualidade, Dr. Ben Carson, que saiu das ruas de Detroit, nos Estados Unidos, sofrendo todas as discriminações e ataques por ser pobre e negro, registrou em seu livro, Risco Calculado, que "Desistir é a saída dos fracos. Insistir é a alternativa dos fortes."
Aqui, no Brasil, um corajoso jovem e com muita vontade de exercer seu nobre ofício com competência, determinação e honestidade, o magistrado federal Dr. Sérgio Moro, enfrentando injustas e desleais ameaças de “forças ocultas” afirmou em uma de suas palestras que “Juntos somos fortes, muito fortes!

Carlos Moura Gomes <carlosmouragomes@yahoo.com.br>
Gravatá, PE Brasil - 25-Agosto-2017 / 19:19:04

Fernando Pires <fernandopires1@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 14-Agosto-2017 / 21:50:21

Fernando Pires <fernandopires1@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 14-Agosto-2017 / 21:42:23
Procuro um grande e fiel amigo de muitas datas da minha mãe. O nome dele é Jorge Barbosa da Silva e tem entre 50 e 60 anos.
Morou muito tempo em São Félix do Araguaia /MT; o apelido dele, lá, era Pernambuco.
Muito gente boa. Tem uns três anos que ele passou aqui por Goiânia pra voltar pra cidade natal Afogados da Ingazeira/PE.
Gostaria muito de conseguir falar com ele; a minha mãe sempre me cobra notícias dele.
Por gentileza nos ajude a encontrá-lo, posso mandar uma foto dele pra facilitar.
Vou deixar também o meu contato 62-3586-6264 ou 3299-5892 e o meu Whatsapp é 62-98430-6778.
Desde já agradeço a atenção.

______________________________
Ademar, envie a foto por e-mail. -- Fernando Pires
______________________________

ademar rodrigues de araújo <masterbus2015@gmail.com>
Goiânia, GO Brasil - 4-Agosto-2017 / 14:55:24

Fernando Pires <fernandopires1@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 1-Agosto-2017 / 7:52:19

Fernando Pires <fernandopires1@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 1-Agosto-2017 / 7:51:10
[Próximo]

Volta

Livro de Visitas desenvolvido pela Lemon Networks