AFOGADOS DA INGAZEIRA - MEMÓRIAS Guest Book

Caso você queira colocar seu registro, clique aqui!


 Registros de 1 a 10 do total de 5148 [Próximo]

Milan Kundera, escritor tcheco, escreveu em seu último livro "A Identidade"...
"que a amizade é indispensável para o bom funcionamento da memória e para a integridade do próprio eu. Chama os amigos de testemunhas do passado e diz que eles são nosso espelho, que através deles podemos nos olhar. Vai além: diz que toda amizade é uma aliança contra a adversidade, aliança sem a qual o ser humano ficaria desarmado contra seus inimigos.
Verdade verdadeira.
Amigos recentes custam a perceber essa aliança, não valorizam ainda o que está sendo construído. São amizades não testadas pelo tempo, não se sabe se enfrentarão com solidez as tempestades ou se serão varridos numa chuva de verão. Veremos.
Um amigo não racha apenas a gasolina: racha lembranças, crises de choro, experiências. Racha a culpa, racha segredos.
Um amigo não empresta apenas a prancha. Empresta o verbo, empresta o ombro, empresta o tempo, empresta o calor e a jaqueta.
Um amigo não recomenda apenas um disco. Recomenda cautela, recomenda um emprego, recomenda um país.
Um amigo não dá carona apenas pra festa. Te leva pro mundo dele, e topa conhecer o teu.
Um amigo Passa contigo um aperto, passa junto o réveillon. Um amigo não caminha apenas no shopping. Anda em silêncio na dor, entra contigo em campo, sai do fracasso ao teu lado.
Um amigo não segura a barra, apenas. Segura a mão, segura a ausência, segura uma confissão, segura o tranco e barranco...alegrias e tristezas...enfim.... ama de verdade sobretudo."

Para os amigos do meu coração ...

Fernando Pires <fernandopires1@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 9-Abril-2017 / 13:10:03

Erótica é a Alma
(de Adélia Prado para todos nós, que amadurecemos lindamente sem rugas na alma!)

Todos vamos envelhecer...
Querendo ou não, iremos todos envelhecer.
As pernas irão pesar, a coluna doer, o colesterol aumentar. A imagem no espelho irá se alterar gradativamente e perderemos estatura, lábios e cabelos.
A boa notícia é que a alma pode permanecer com o humor dos dez, o viço dos vinte e o erotismo dos trinta anos. O segredo não é reformar por fora. É, acima de tudo, renovar a mobília interior: tirar o pó, dar brilho, trocar o estofado, abrir as janelas, arejar o ambiente. Porque o tempo, invariavelmente, irá corroer o exterior. E, quando ocorrer, o alicerce precisa estar forte para suportar.
Erótica é a alma que se diverte, que se perdoa, que ri de si mesma e faz as pazes com sua história. Que usa a espontaneidade pra ser sensual, que se despe de preconceitos, intolerâncias, desafetos.
Erótica é a alma que aceita a passagem do tempo com leveza e conserva o bom humor apesar dos vincos em torno dos olhos e o código de barras acima dos lábios.
Erótica é a alma que não esconde seus defeitos, que não se culpa pela passagem do tempo.
Erótica é a alma que aceita suas dores, atravessa seu deserto e ama sem pudores.
Aprenda: bisturi algum vai dar conta do buraco de uma alma negligenciada anos a fio.

Fernando Pires <fernandopires1@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 8-Abril-2017 / 0:01:20
What's up, this weekend is nice for me, for the reason that this time i am reading this fantastic informative piece of writing here at my house.

Clayton <claytonalngindabu@moose-mail.com>
- 7-Abril-2017 / 19:49:01
Prezado FERNANDO PIRES, notícias de repetidas chuvas pelo nosso Sertão, mormente, de nossa cidade Afogados da Ingazeira, renovam a alegria do maravilhoso verde, vestimenta dos campos e desnudas serras que, em idos tempos, eram tão bonitas.
Muitas coisas mudaram na região. Os efeitos das secas têm ampliado as áreas de terreno árido, abrindo caminho à inevitável desertificação, onde não mais germinam sementes. Observa-se que a vegetação remanescente não cresce nem se renova, pois no chão onde não há matéria residual de folhagem caída, as chuvas, mesmo intensas e demoradas, escorrem e o solo não ganha umidade e deixa de formar o húmus, indispensável à fertilidade de qualquer terreno.
Alguns sertanejos cometem um grave pecado, que resulta em castigo próprio:
- constroem cercas de "Madeira de pau a pique" e de outras formas, e para esse fim, cortam uma enorme quantidade de árvores regionais - mais conhecidas como "marmeleiro" aroeira e "pereiro", das quais não possui sementes nem cuidam do terreno para rebrotação.
Neste assunto, os governos, em geral, têm uma grave culpa: não adotam medidas saneadoras de tais ocorrências, provendo subsídios financeiros aos proprietários de terrenos, para a compra ou construção de "mourões" de concreto armado e aquisição de "arame farpado" para construção das cercas, sem a triste desastrosa desmatação.

Li num periódico, que Umbuzeiros estão morrendo por causa da seca no Sertão. O autor do artigo não comentou adequadamente o assunto e quase esqueci de falar disso. Eis aqui o que sei há mais de 70 anos: "De cada três batatas do Umbuzeiro, só se pode tirar uma". Caso contrário, compromete-se a vida da árvore, que passa produzir menos frutos e diminuir a folhagem e sombra, mormente, em tempos de seca.

Breve falarei sobre o Velho Chico, que está morrendo, o Pajeú já se foi, mas, só se fala em "transposição..."

Um forte e veterano abraço.
Ad Sumus.

José BATISTA do Nascimento <batista.inga@globo.com>
Recife, PE Brasil - 7-Abril-2017 / 13:59:42

Esperança na justiça, ainda!

“Saudade da justiça imparcial, exata, precisa. Porque o que faz a justiça é o ser justo. A injustiça, por ínfima que seja a criatura vitimada, revolta-me a tranquilidade do coração e a estima pela vida”.

Em 1993 o conhecido diretor de cinema, Steven Spielberg, conta a "Lista de Schindler", a história de um afortunado empresário alemão, simpatizante do nazismo e que gozava de enorme influência perante os oficiais de Hitler. O protagonista usava seu dinheiro para comprar bebidas caras, carros e até mulheres bonitas. Porém, em uma visita aos campos de extermínio, Oskar Schindler resolve elaborar uma lista com 1.100 nomes de judeus, e não arianos, que seriam mortos nas câmaras de gás do exército germânico.
Usou sua artimanha para subornar o comandante de Auschwitz , solicitando em troca que seus protegidos fossem levados à salvos para Thecoslováquia como empregados de uma de suas fábricas de panelas. Na realidade essa unidade de trabalho tinha um único e grandioso objetivo que era o de preservar a vida daqueles indefesos e inocentes. A comunidade judia jamais esquecerá essa corajosa e humana atitude. Humildemente, Oskar Schindler respondeu apenas dizendo que “aquele que salva uma pessoa, salva o mundo inteiro”.

A vergonhosa “Lista de Janot”, ainda não virou filme, mas poderá acontecer em breve. Rodrigo Janot é o Procurador Geral da República a quem compete apresentar nomes ao Supremo Tribunal Federal, com o imoral “Foro Privilegiado”, onde autoridades do governo ficam mais confortáveis e assim, praticam todo tipo de ilícito sem serem molestadas pela nossa frágil justiça.
Nessa Lista - a de Janot - consta nomes que oferecem alto risco para todo povo brasileiro, principalmente os de menores posses. Pois, trata-se de quadrilhas que saqueiam os cofres públicos, deixando assim, muitos serviços essenciais fora de funcionamento. São hospitais com dificuldades para atenderem seus pacientes nos casos mais simples; são estradas oferecendo riscos eminentes de acidentes pelas péssimas condições; e agora, nos deparamos com perigosas e criminosas práticas de “adulteração de alimentos”, organizadas por grandes empresas que distribuem comestíveis para o mundo inteiro, e o pior, com a aquiescência de autoridades governamentais.

O Poder Judiciário Brasileiro, indiscutivelmente, agora mais do que nunca, tem a oportunidade de mostrar que a verdade deve prevalecer, principalmente, no âmbito do judiciário. Lembramos aos nossos julgadores que, se usarem o direito com a imparcialidade que exige essa tão nobre ciência, certamente, não apenas mil vidas serão preservadas, mas sim, milhões de brasileiros que sofrem e clamam por justiça. O Águia de Haia deixou registrado para antigas, atuais e futuras gerações que "a esperança nos juízes é a última esperança. Ela estará perdida, quando os juízes já nos não escudarem dos golpes do Governo. E, logo que o povo a perder, cada um de nós será legitimamente executor das próprias sentenças, e a anarquia zombará da vontade dos presidentes como o vento do argueiro que arrebata."

Esperançosamente,

Carlos Moura Gomes <carlosmouragomes@yahoo.com.br>
Gravatá, PE Brasil - 19-Março-2017 / 21:31:11

Homens de pouca fé...

Dias atrás assisti ao filme “Deus não está morto”, onde um estudante de filosofia é desafiado para justificar a existência de Deus, por um professor que se dizia ateu. Com essa tarefa, o jovem Josh se desentende com sua namorada e até com seus pais. Porém, mostrando a grandeza da fé, após árdua batalha na sala de aula, aparentemente dominada pelo mestre ditador, consegue convencer os colegas e, posteriormente, o próprio docente que, arrependido, admite sua fraqueza espiritual.

Vivemos num país predominantemente cristão. Porém, nossa fé necessita, infelizmente, de urgentes reparos. E profundos reparos! Lembramos Abraão quando deixou sua cidade e partiu para Canaã, uma terra desconhecida, e ainda estar pronto para sacrificar seu próprio filho por um Deus que nunca vira antes; e o que dizer sobre Moisés comandando um povo rebelde durante quarenta anos até a terra prometida; é importante e mister registrar a atitude de Jô que após perder suas posses e parte de sua família, ainda assim, afirmou que tudo só acontece pela vontade do Criador.

Nesse próximo domingo, 19 de março, a comunidade cristã no mundo inteiro celebra o Dia de São José. O mais justo dos justos! Assim seus seguidores o chamavam, era José de Nazaré quando aceitou a incumbência de ser pai adotivo de Jesus. Pois, nem mesmo Salomão, filho de David, um rei notável pela sabedoria, prosperidade e riquezas foi mais lembrado que José, o carpinteiro! José, ou Yosef do hebraico, teve a simpatia e veneração da Igreja Ortodoxa, Igreja Anglicana e Igreja Católica que o tem como padroeiro universal. José tornou-se tão querido e amado que até a Liturgia Luterana celebra o 19 de março com o título de Tutor de Nosso Senhor.

Proponho a todos que reflitam o que diz o livro dos Hebreus, numa mensagem divina alerta àqueles que, impensadamente, insistem em ficar longe de Deus: “A fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não vêem”. CARLOS MOURA GOMES – março/2017

Carlos Moura Gomes <carlosmouragomes@yahoo.com.br>
Gravatá, PE Brasil - 17-Março-2017 / 17:19:06

Charles Spencer Chaplin
Nascimento: 16 de abril de 1889
Falecimento: 25 de dezembro de 1977, com 88 anos
Corsier-sur-Vevey, Vaud, Suíça
Causa da morte: AVC

Lembre-se de suas três “Declarações Sentimentais”:

(1) Nada é para sempre neste mundo, nem mesmo os nossos problemas.

(2) Eu gosto de andar na chuva, porque ninguém pode ver minhas lágrimas.

(3) O dia mais desperdiçado na vida é o dia em que não rimos.

Os Seis Melhores Médicos do Mundo ....

1. Luz do sol,
2. Descanso,
3. Exercício,
4. Dieta,
5. Auto-estima e
6. Amigos.

Mantê-los em todas as fases da vida e você vai desfrutar de uma vida saudável!

Se você vir a Lua ...
Você verá a beleza de Deus!
Se você vir o Sol ...
Você verá o poder de Deus!
E....
Se você vir o espelho, você verá a Melhor Criação de Deus!

Então, ACREDITE NELE.
Somos todos turistas e Deus é o nosso Agente de Viagens que já fixou todas as nossas rotas, reservas e destinos ...
Confie Nele e desfrute da "Viagem" chamada VIDA!

A vida é apenas uma...
Viva hoje!

Fernando Pires <fernandopires1@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 23-Fevereiro-2017 / 23:20:57

O valioso tempo dos maduros

“Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora. Tenho muito mais passado do que futuro.

Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.

Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflamados.
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.

Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.

Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.

Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral. As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos.

Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa.

Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, quero caminhar perto de coisas e pessoas de verdade.
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial!"

Mario Raul Moraes de Andrade (1893-1945)
(poeta, escritor, crítico literário, musicólogo, folclorista, ensaísta brasileiro)

Fernando Pires <fernandopires1@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 23-Fevereiro-2017 / 17:36:32

Nesta madrugada, às 2h20, faleceu de infecção generalizada (septicemia) e Doença de Alzheimer, Dona Carmélia Marques Pires, viúva de Gedeão Pires Sobrinho.
O sepultamento será realizado no cemitério São Judas Tadeu às 17h de hoje.
Nossa solidariedade aos familiares.

Fernando Pires <fernandopires1@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 17-Fevereiro-2017 / 13:20:07

O racismo, já era!

Em outras épocas antes de Cristo, infelizmente, povos como os egípcios discriminavam os gregos claros ou com cabelos ruivos, pois os tinham como seres bárbaros e maléficos. Por conseguinte, o famoso filósofo grego, Platão, em sua obra “A República”, ensina para que “os melhores se relacionem com os melhores”, adiantava que “o ouro não se mistura ao bronze”, num triste gesto de segregação entre aquelas civilizações. Porém na era cristã, o livro de Cantares mostra que Salomão se inspira em Sulamita, uma bela negra, para compor seus mais brilhantes poemas de amor. Isso causou protestos das outras mulheres, o que provocou a reposta da musa, afirmando “Eu estou morena e formosa, ó mulheres de Jerusalém, como as tendas de Quedar, como as cortinas de Salomão.”

Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, negou o apelo do governador da Província de Pernambuco sobre a liberdade dos quilombolas, com muita coragem e fidelidade a toda comunidade negra injustiçada, enviou uma mensagem dizendo que enquanto outros negros escravos continuassem aprisionados em fazendas não teria nenhum acordo.

Em meados de 1960, um negro americano, Martin Luther King, disse que tinha um sonho. Em um dos seus discursos deixou registrado “Agora é o tempo para erguer nossa nação das areias movediças da injustiça racial para a pedra sólida da fraternidade. Agora é o tempo para fazer da justiça uma realidade para os filhos de Deus”.

Em 2017, o bilionário, extravagante e instável Donald Trump, loiro de olhos azuis, Presidente dos Estados Unidos, nomeou o discreto e respeitado neurocirurgião, Dr. Benjamin Carson, negro e de origem pobre, como secretário do Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano do Governo dos Estados Unidos, demonstrando que, apesar das diferenças de cor e outras denominações, o racismo parece dar sinais de que não tem mais espaço em sociedades do mundo moderno. Afinal, como afirmou Nelson Mandela, “Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar.”

Podemos comemorar, sim, uma espetacular vitória, gritando bem alto que o racismo, já era... CARLOS MOURA GOMES – fev/2017

Carlos Moura Gomes <carlosmouragomes@yahoo.com.br>
Gravatá, PE Brasil - 5-Fevereiro-2017 / 21:30:59
[Próximo]

Volta

Livro de Visitas desenvolvido pela Lemon Networks