AFOGADOS DA INGAZEIRA - MEMÓRIAS Guest Book

Caso você queira colocar seu registro, clique aqui!


 Registros de 1401 a 1440 do total de 5155 [Anterior] [Próximo]

Fernando Pires
Recife, PE Brasil - 1-Maio-2012 / 9:37:01

Fernando Pires
Recife, PE Brasil - 1-Maio-2012 / 9:11:05

Apagão moral?!
“(...) o homem chega a desanimar-se da virtude,
a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”

Na sexta-feira (20.04.12), enquanto esperava a hora de retornar ao trabalho, parei diante de uma banca de revista e detectei que oito de dez chamadas de capas e de primeiras páginas de revistas de circulação nacional e jornais do Pará tratavam de crimes, corrupção, sonegação e outros delitos. Veio então a pergunta: Estamos diante de um apagão moral? Não tenho a resposta. Será a materialização do pensamento de Rui Barbosa, a seguir transcrito?:
”De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”.

Por falar no jurista destaco que dentre as manchetes havia uma que me deixou perplexo. Trata-se da troca de “gentilezas” entre os Ministros do Supremo. Os memoráveis debates naquela corte tradicionalmente eram sobre votos, as armas o domínio sobre o assunto e a capacidade de conviver com o contraditório. Nos últimos anos a qualidade dos debates e dos votos tem minguado.

Que exemplo é dado quando membros da Corte Suprema descem ao nível que desceram na adjetivação dos seus pares? O fosso moral que separa os bons dos maus está ficando largo e raso, o lado da lama pode, em curto espaço de tempo, inundar a outra margem. O assoreamento tem mais velocidade e maior força que a correnteza.

Uma coisa é certa: A sociedade está fornecendo matérias de capas e primeiras páginas e a imprensa apenas publica e fatura.

Ademar Rafael Ferreira <aherasa@ig.com.br>
Marabá, PA Brasil - 1-Maio-2012 / 8:11:07
Abração para Gastão Cerquinha. Acabei de rever "Afogados da Ingazeira, Retalhos de sua História", um texto eloquente com interessantes dados das nossas origens.
Parabéns, Gastão!

Sidnei Pires <hsliberal@yahoo.com.br>
Recife, PE Brasil - 30-Abril-2012 / 22:24:01

Discurso do Magno Martins (foto) por ocasião das comemorações do aniversário do seu pai Gastão Cerquinha da Fonseca

'Meu querido pai,

A celebração de mais um ano de vida é a celebração de um desfazer, um tempo que deixou de ser, não mais existe. É fósforo que foi riscado. Nunca mais acenderá.
Olhando no semblante da sua jovialidade aos 90 anos, todos os seus filhos aqui reunidos, netos e bisnetos, rendemos graças a Deus pela sua misericórdia de nos ter dado um pai tão bondoso, um homem reto, justo, amado e adorado por todos nós.

Meu pai, o senhor não é daqueles que contam o tempo e descobrem que têm, ao completar mais um ano de vida, menos tempo para viver do que já teve agora. Porque o senhor vive feliz aqui no Sertão, ao lado da sua gente, da sua Margarida, sua musa inspiradora, contemplando as estrelas, iluminado pela luz da lua.
O senhor não é daqueles pessimistas que olham para trás e descobrem que terão mais passado do que futuro. Porque o senhor vive para servir e não para ser servido. Serviu a nós, criando-nos e educando. Serviu ao povo da sua Afogados da Ingazeira, como vice-prefeito, vereador e escritor.
Em sua vida, o senhor nunca se preocupou com rótulos, mas com conteúdo. Sempre buscou a essência, com uma alma limpa e pura. Quero viver intensamente a vida como o senhor, caminhando perto de coisas e pessoas de verdade, gente humana, muito humana como o senhor.
Depois de tantas lições que o senhor nos deixou, provavelmente inspirado na sabedoria do Rei Salomão, e exercitando a paciência de Jó, compreendi, então, que a vida não é uma sonata que, para realizar a sua beleza, tem que ser tocada até o fim.
Dei-me conta, ao contrário, de que a vida é um álbum de mini-sonatas. Cada momento de beleza vivido e amado, por efêmero que seja, é uma experiência completa que está destinada à eternidade.

O senhor nos ensinou tantas coisas lindas e maravilhosas, mas de tudo o que nunca esqueci foi uma frase. Olhando no meu olho, como pai, amigo e irmão, sua alma transbordou dizendo:
“Meu filho, um único momento de beleza e amor justifica a vida inteira”.
Deus não foi misericordioso apenas por ter escolhido o senhor como nosso pai. Mamãe Margarida, que Deus colocou em sua vida, é a mulher mais bela que conheci. Tudo que nós somos – meus oito irmãos e eu – devemos a nossa mãe.
Ela é a nossa permanente fonte de inspiração, nossa protetora. Sem ela, não teríamos obtido sucesso nesta vida, porque foi ela que nos deu o ensino moral e intelectual.
Meu pai: existem vários tipos de amor. Amor de mãe, de pai, de irmão, de amigo, de esposa, de filho. Infinitos amores. Mas nenhum desses se compara com o amor que sinto pelo senhor. Pois esse amor consegue envolver todos esses outros amores. O senhor é minha mãe quando precisa brigar. Meu pai quando precisa me aconselhar. Meu irmão quando preciso brincar. Meu amigo quando preciso conversar. És e serás sempre o meu amor. Amo o senhor.
Pais e filhos foram feitos para serem amigos, foram feitos para serem pais e filhos. O amor de pai como o de mãe não obedece lei ou piedade. Ele ousa todas as coisas e extermina sem remorso tudo o que ficar em seu caminho.

O pai é sempre o maior herói de todos os filhos. Hoje também como pai, aprendi com o senhor que ser pai é sorrir, chorar, sofrer, gargalhar. Ser filho é agradecer todos os dias a benção divina de ter um pai como o senhor.
Porque o senhor é um pai presente. E um pai presente é como a luz que guia o peregrino durante sua longa jornada, ajuda a escolher o melhor caminho, oferece o conforto e calor para que a jornada seja de sucesso e próspera.
O que espero dos meus filhos, papai, é o que fizemos por ti, te adorando eternamente.
Infelizmente, muitos filhos só entenderão que deveriam ter conhecido e amado mais seus pais no dia em que eles fecharem os olhos para sempre.
O amor é filho da compreensão.

Te amo papai.”

Encerrando, Magno recitou a letra da música Traumas, de Roberto e Erasmo Carlos, a sua preferida: Meu pai um dia me falou / Pra que eu nunca mentisse / Mas ele também se esqueceu / De me dizer a verdade / Da realidade do mundo / Que eu ia saber (...)

Fernando Pires
Recife, PE Brasil - 30-Abril-2012 / 11:25:22
Gastão, você está de parabéns por alcançar a fase nonagenária da vida.
Que o Senhor Deus continue a abençoar os seus dias.
Um abraço fraternal.

Zeze de Moura <jojephd@yahoo.com>
Rosemead, CA EUA - 29-Abril-2012 / 19:20:56
Parabenizo meu Compadre Gastão, Comadre Margarida e toda família, nesta data especial!

Maria de Fátima Pereira da Silva <fbaiana53@hotmail.com>
São Paulo, SP Brasil - 28-Abril-2012 / 21:50:16
Hoje eu sei, a data é essa. // Quem me diz é o calendário. // De parabéns, estás em festa // Pelo teu aniversário!i!
Votos de muita saúde, paz e prosperidade.

Geneci Almeida <genecialmeida13@hotmail.com>
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 28-Abril-2012 / 20:29:12

Otávio Vasco Filho
* 13.05.1958
† 21.04.2012

Faleceu de infarto fulminante, no sábado 21, na UPA da Imbiribeira, no Recife, Otávio Vasco.

Fernando Pires <fernandopires1@hotmail.com>
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 28-Abril-2012 / 20:03:44
90 anos de existencia e muito mais exemplo de harmonia com DEUS e todos que o conhecem de perto para saber da magnitude em todos os seus espaços de vida. PARABÉNS!... e que o seu nome, GASTÃO, seja sempre hasteado em todas as bandeiras de equilibrio social.

Carmosa S. Lima <carmosaslima@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 28-Abril-2012 / 15:40:27
Neste dia em que o nosso tio Gastão Cerquinha da Fonseca, casado com minha tia Margarida Martins da Fonseca, filha do meu avô Severo e Mariinha Martins completa os seus 90 anos, data esta a ser celebrada em grande estilo em Afogados da Ingazeira, quero deixar aqui meus votos de Feliz Aniversário. Que DEUS o ilumine para chegar com esta saúde de ferro no seu centenário, se DEUS quiser.
Que DEUS abencoe toda a familia, meus primos, familiares de um modo geral e quem conhece como eu o carater ilibado deste homem fica muito satisfeito em saber que em Afogados há ainda pessoas que sao exemplos de honradez e equilibrio como é o caso do nosso Gastão Cerquinha.
Afogados da Ingazeira amanheceu em Festa e que todos comemorem esta data tão marcante para um dos seus filhos mais ilustres, juntamente com toda sua sua familia.
Um especial abraço para todos que compoem essa familia.

Manoel Antonio Martins de Moura <martinsmoura@hotamil.com>
Recife, PE Brasil - 28-Abril-2012 / 12:14:56
Afogados da Ingazeira está em festa e não é para menos. Homenagear o seu ilustre filho Gastão Cerquinha é motivo de júbilo e jubilosos ficamos, também, nós que tivemos a felicidade de conviver com pessoa tão íntegra. A festa é de todos, a comemoração por parte dos familiares e amigos é justa e merecida.
A única coisa que nos resta é agradecer a Deus e felicitar o aniversariante por esse marco em sua vida e pedir ao Pai que continue guiando os seus caminhos e de D. Margarida, pessoa sem a qual a festa não estaria completa.
Parabéns a todos e muitas felicidades hoje e sempre.
Danizete Siqueira e família

Danizete Siqueira de Lima <danizete_siqueira@hotmail.com>
Recife, PE Brasil - 28-Abril-2012 / 10:33:39
Parabéns para Afogados, para a família e principalmente para Gastão. Uma festa é pouco para quem representa tanto.
Seguir seu legado é a grande homenagem que devemos prestar ao aniversariante.

Ademar Rafael Ferreira <aherasa@ig.com.br>
Marabá, PA Brasil - 28-Abril-2012 / 6:20:48
A homenagem prestada ao Senhor Gastão Cerquinha é merecida. Conheço-o há décadas e desconheço qualquer fato ou ato, a seu respeito, tendente a desabonar ou macular o seu nome e a sua história.
Parabéns para o agraciado, seus familiares e amigos.

Tadeu Góes <jt.goes@bol.com.br>
Recife, PE Brasil - 27-Abril-2012 / 19:08:24
Fernando, como vai, tudo bem? E sua família? Deus abençoe a todos. Nestes dias não consegui nem ficar um pouco vendo o que acontece na minha cidade da qual nunca esqueci acho que por falta de tempo e curiosidade não sabia que poderia ter noticias qualquer hora.
Lembro sempre de muitas pessoas que são importantes na minha vida. Família que ligo sempre, os amigos que não tenho noticias, ai encontrei você, e muita coisa mudou. Agora queria te pedir uma coisa. Se vc souber noticias ou tiver fotos dos alunos do curso de administração do ginásio onde o Sr. Luiz Alves dos Santos era Diretor, por favor me envia, vou ficar eternamente grata. Também dos professores Davi, Severino Carneiro, Durval, a esposa dele era minha professora de arte, e Nazilda sempre dedicada. Enfim, queria noticias dessas pessoas que fizeram parte de um tempo muito feliz da minha vida.
Se possível quero noticias de amigas que até hoje não esqueci, só perdi o contato. Graças do Carlinho de Lica a Mazé, Cleonice do Wilson, que trabalhava no supermercado de Moacir Queiróz (eu também). Do Ademir com Creuza e os filhos; eu também trabalhei na loja dele (Casa Rodrigues).
É tanta gente que é impossível falar aqui e agora. Deus abençoe que vc consiga me mandar noticias de alguns deles.
Amigo Fernando, um beijo no seu coração, e que o Bom Deus te abençoe e te guarde sempre.
Sua amiga Fatima. Te cansei, né? bjs

Fátima Marques <almeida.marques10@hotmail.com>
Paulinia, SP Brasil - 27-Abril-2012 / 18:40:36
Magno, seu pai, Gastão Cerquinha sempre foi um exemplo de equilíbrio e bom senso. De parabéns, além dele, estão os demais familiares e nós, seus velhos camaradas, que desfrutamos da sua amizade e atenção.

Edson Bigodão <edsoncsiqueira@yahoo.com.br>
Caruaru, PE Brasil - 27-Abril-2012 / 12:30:34

”Do meu pai aos 90 anos: "Meu coração é de aço"

Afogados da Ingazeira, minha terra natal, presta, hoje, na Câmara de Vereadores, uma homenagem aos 90 anos bem vividos do meu pai Gastão Cerquinha. A iniciativa, de autoria do presidente da Casa, Erikson Torres (PMDB), não se dá por causa do aniversário, mas pelos relevantes serviços prestados por ele ao município.
Nunca conheci até, hoje, um homem tão apaixonado e devotado à sua terra, da qual teve a honra de, na vida pública, representá-la como vice-prefeito e depois vereador por quatro mandatos. Meu pai criou nove filhos sem depender de política, embora seja ainda a sua grande paixão.
Na verdade, no tempo em que foi vice-prefeito não havia remuneração nem tampouco subsídio quando passou pelo parlamento. Papai buscou o sustento da família a vida inteira do comércio e do emprego nos Correios e Telégrafos, empresa federal da qual se aposentou.
No comércio, começou vendendo banana na feira livre, porque não suportava mais o cheiro forte da cola de sapateiro do meu avô Augusto, com quem era obrigado a trabalhar. Obstinado e trabalhador, montou uma padaria e depois uma loja de miudezas.

Entre os anos 70 e 80 foi um próspero comerciante sem largar a política nem o vício pela escrita. Influenciou meu irmão Augusto Martins a ingressar na vida pública e hoje se realiza ao vê-lo vice-prefeito, tendo sido antes vereador.
Repórter arguto, pesquisou a vida do seu povo e da sua cidade e acabou, com a sua pena fenomenal, deixando para as gerações futuras três livros sobre a história de Afogados da Ingazeira e de suas principais personagens.
A Bíblia diz que devemos amar e honrar os pais. Meu amor por ele é algo que transborda de forma tão intensa que, para mim, é a maior inspiração no dia a dia, uma referência, uma luz permanente, por ser um homem plural nas ideias, nos gestos e nas ações.

Tenho muitas estórias dele, de retirante da seca em lombo de cavalo rumo ao município de Bom Conselho ao episódio em que, revolucionário, fez um jornal na cidade contra o governo e acabou preso.

Ontem, ao orientá-lo para não se emocionar na festa de amanhã, quando a família estará reunida na AABB ao som da orquestra Super Oara, ele olhou atentamente para mim e sapecou: 'Meu filho, você pode fazer o discurso mais lindo do mundo. Meu coração é de aço'.

Ao ganhar o primeiro presente de um amigo residente no Recife, um chapéu do Panamá, tão logo cheguei em sua casa, enviado por Joezil Barros, do Diário de Pernambuco, ele fez questão de provar e posar para fotos. Eis o resultado aí em cima.
As homenagens ao meu velho, mas novo varão, começam hoje, às 20 horas, com uma sessão na Câmara de Vereadores. Amanhã, teremos uma missa e um baile na AABB ao som da Super Oara.

Papai não seria tudo isso sem a sua Margarida em sua vida, a minha mãe, sua paixão eterna. Com ela, colocou no mundo nove filhos e todos estarão presentes, ao lado dos 25 netos e cinco bisnetos. Apenas Felipe e André Gustavo, meus filhos que moram nos Estados Unidos, ficarão ausentes.“ (Magno Martins, no Blog do Magno)

Fernando Pires
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 27-Abril-2012 / 12:29:19
É realmente consternado que apresento aos familiares do amigo Jarbas Góes Campos, ou, “Jarbinha de Sêo Aristeu” (in memoriam), os meus pêsames. Nesta oportunidade devo registar que, durante vários anos, dada a minha condição de Fiscal do Banco do Brasil, viajamos muito em seu velho Jeep Willys, nas áreas rurais de diversos municípios do Sertão Pernambucano e Paraibano. Em vida ele sempre foi um amigo solidário e muito precavido.

Edson Bigodão <edsoncsiqueira@yahoo.com.br>
Caruaru, PE Brasil - 27-Abril-2012 / 8:01:10

Jarbas Góes Campos
* 26.12.1937
† 26.04.2012

Faleceu às 18h, aos 74 anos de idade, no Hospital dos Servidores do Estado de Pernambuco, na capital pernambucana, o músico JARBINHA.
O corpo chegará em Afogados da Ingazeira na manhã desta sexta-feira 27 e será sepultado no cemitério São Judas Tadeu.

Fernando Pires
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 26-Abril-2012 / 19:10:38
A respeito da notícia de despejo do sr. IVO JANUÁRIO DA SILVA do imóvel onde se localiza a Farmácia São Januário, transcrevemos termo de audiência datado de 25.03.2010:

"PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO
JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA DA COMARCA DE AFOGADOS DA INGAZEIRA

TERMO DE AUDIÊNCIA
Ação Cível – 0000235-65.2009.8.17.0110
Aos 10 (dez) dias do mês de março do ano de dois mil e dez (2010) às 09:30 min, na sala de audiências do Fórum da Comarca de Afogados da Ingazeira, presente a Bela. ANA MARQUES VÉRAS - Juíza de Direito da 2ª Vara desta Comarca, presente o requerente, IVO JANUÁRIO DA SILVA presente o requerido, ANTÔNIO APARÍCIO DE FONSECA VÉRAS, ausentes as requeridas TEREZINHA DE SOUZA LIMA e MARIA GORETE DE SOUZA LIMA e seu advogado, CAIUS MARCELLUS LACERDA, presente o Bel. DOMINGOS SÁVIO DE LIMA SILVA, OAB-PE 690-B, presente ainda o Bel. ROBERTO PINTO FILHO, OAB-PE 12.417.

Aberta a audiência, renovada a tentativa de conciliação entre as partes, não havendo logrado êxito, em ato continuo passou a MM Juíza a ouvir o autor: IVO JANUÁRIO DA SILVA, já qualificado nos autos. As perguntas da MM. Juíza respondeu: que começou a trabalhar na farmácia que pertencia aos genitores do Dr. José Vicente Jesus de Lima em 14/02/1959, que trabalhava no balcão como atendente, que o comercio já era uma farmácia e já funcionava no imóvel na Praça Mons. Alfredo de Arruda Câmara, 168, centro, nesta cidade, que no ano de 1971 o requerente se tornou sócio da farmácia juntamente com o Sr. Elvecio Lima que era o pai do Dr. Vicente, que se tornou sócio mediante contrato, que com o óbito do Sr. Elvecio a sociedade foi desfeita e dado baixa na firma, tendo o requerente prestado contas ao Dr. Vicente, que o Dr. Vicente pediu que o requerente continuasse administrando a farmácia, pois não tinha conhecimento do negócio, que foi feito um novo contrato social do requerente com o Dr. Vicente e a esposa do mesmo, que o requerente pagava as despesas e o lucro era dividido quarenta pó cento para o requerente, quarenta por cento para o Dr. Vicente e vinte por cento para a esposa, que depois foi feita uma alteração do contrato social tendo o requerente permanecido com os quarenta por cento, o Dr. Vicente dez por cento e a esposa com cinquenta por cento, que o Dr. Vicente decidiu ir morar na cidade de João Pessoa - PB com seus familiares, tendo o requerente adquirido a parte com o Dr, Vicente e a esposa na sociedade, que foi feito o balanço da empresa e o requerente adquiriu a parte dos outros dois sócios por mais ou menos R$ 2.500,00 a época, que quanto ao imóvel onde está estabelecida a farmácia o requerente ficou pagando o aluguel no valor de R$ 400,00 ao Dr. Vicente, que o contrato de aluguel do imóvel foi verbal e nunca firmou nenhum contrato de locação por escrito com o Dr. Vicente, que o requerente pagava o aluguel na quantia de R$ 100,00 por semana depositando em conta bancaria em nome do Dr. Vicente, que com o óbito do Dr. Vicente, a esposa e os herdeiros decidiram vender o imóvel, que a filha do Dr. Vicente e Srª. Maria Gorete entrou em contato com o requerente e lhe informou que os herdeiros iriam vender o imóvel e ofereceram ao requerente pela quantia de cem mil reais, que o requerente disse que não tinha condições de pagar a quantia pedida e lhe sugeriram que fizesse um empréstimo, que a quantia pedia pelos herdeiros era preço justo pelo imóvel, mas o requerente não tinha condições de comprar o imóvel, que em valores de hoje o imóvel é avaliado em duzentos mil reais, que o requerente não fez nenhuma benfeitoria no imóvel, mas zelou e conservou o imóvel durante todos estes anos, que os herdeiros ofereceram o imóvel ao Sr. Aparício Veras e o mesmo adquiriu o imóvel pela quantia de cem mil reais, que o requerente foi testemunha e assinou o compromisso de compra e venda do imóvel, que os herdeiros deixaram a cargo do Sr. Aparício resolver com o requerente como ficaria a situação do requerente, que o requerente permaneceu pagando o aluguel do imóvel agora ao Sr. Aparício na quantia de quatrocentos reais, que o requerente objetiva nesta ação indenização pelo tempo que permaneceu trabalhando no negócio pois nada recebeu dos herdeiros, que quando deixou de trabalhar e passou a ser sócio da farmácia os direitos trabalhista que recebeu investiu na farmácia, que com a morte do Sr. Elvecio foi feito o balanço e a prestação de contas e encerrada a sociedade, mas o Dr. Vicente pediu que o requerente administrasse o negócio, que quando o Dr. Vicente decidiu ir morar em João Pessoa foi feito novamente o balanço e a prestação de contas da sociedade, tendo o autor comprado a parte do Dr. Vicente e esposa, que somente quando encerrou a sociedade com o Dr. Vicente foi que o requerente passou a pagar o aluguel do imóvel.
Dada a palavra ao advogado do requerido, as suas perguntas respondeu, que quando encerrou a sociedade com o Dr. Vicente o requerente abriu uma firma individual no seu próprio nome, que o imóvel foi oferecido primeiro ao Sr. Alexandre Brito, tendo o mesmo aparecido no local e depois oferecido ao Sr. Aparício. Nada mais disse, nem lhe foi perguntado.
Neste momento o requerido Sr. Aparício de Sousa Veras passou a acompanhar a audiência.
Pela ordem o advogado do requerido pugnou pela dispensa das demais testemunhas, o que foi deferido pela MM juíza. DESPACHO: Finda a instrução ficam as partes neste ato intimadas para no prazo comum de 10 (dez) dias se pronunciarem sobre o oficio de folhas 192 e apresentarem suas alegações finais.
Intime-se o advogado da parte faltosa deste despacho. Após volte-me os autos conclusos para sentença.
Mandou encerrar o presente termo, que após lido e achado conforme, vai devidamente assinado. Eu, , Marlene Gomes de Souza Oliveira, Técnica Judiciária, digitei e subscrevi


JUÍZA DE DIREITO........................: ___________________________________________


ADVOGADO...................................: ___________________________________________


REQUERENTE..............................: ___________________________________________


ADVOGADO...................................: ___________________________________________
REQUERIDO.................................:____________________________________________

Roberto Pinto Filho
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 26-Abril-2012 / 15:55:31
Fernando, sofremos com mais um blecaute da CELPE, falta de energia elétrica nas cidades de Quixaba e Carnaíba, no meu querido Estado de Pernambuco! Parece brincadeirinha da CELPE com a paciência e o bolso do consumidor sertanejo! Alô CELPE, por que tantos blecautes, má prestação de serviço e ninguém aparece para dar uma satisfação aos usuários? Sem contar que está previsto um reajuste de tarifa de quase 6%!
Para a CELPE parece ser muito fácil prestar serviço de má qualidade e cobrar muito caro por isso!
Ninguém reclama? Ninguém tem nenhum prejuízo com a falta de energia elétrica? Como fica a questão da Segurança Pública durante um blecaute desses? Quantos aparelhos elétricos e eletrônicos comprados com tanto sacrifício, queimam ou sofrem avaria, e fica tudo por isso mesmo? Quantos alunos ficam sem aulas durante um blecaute da CELPE em todos os municípios atingidos? Quanto custa para as Faculdades Particulares, Escolas Estaduais e Municipais, dispensar todos os alunos, funcionários e professores devido a um blecaute da CELPE? Quanto custa para os Hospitais a deterioração de medicamentos, interromper atendimento de urgência aos pacientes graves em UTI, Berçários e Maternidades, transferir um paciente para outra Unidade de Atendimento Hospitalar, devido a um blecaute da CELPE? Quanto custa para um Hospital desmarcar exames e cirurgias agendadas, pagar as horas de trabalho dos profissionais, por conta de um blecaute da CELPE?
Ninguém mede o custo dessses blecautes dentro da própria CELPE?
Alguém vai lembrar que um blecaute da CELPE pode causar uma queda de um idoso dentro de uma casa às escuras, ou queda de uma mulher grávida, numa escada sem iluminação? Será que o tempo de duração de um blecaute da CELPE prejudica a conservação de alimentos que têm prazo de validade e estão guardados dentro das geladeiras dos supermercados? Como fica a conservação da carne dentro de açougues e abatedouros, com os seguidos blecautes da CELPE? Será que essa mesma carne será vendida à população? Será que algum adulto ou criança poderá adoecer se consumir alimentos estragados devido aos seguidos blecautes da CELPE? Qual é o prejuízo que sofremos no bolso, se os alimentos da nossa geladeira ficarem estragados devido a mais um blecaute da CELPE? E os alimentos guardados nas geladeiras dos restaurantes "self-service", nas sorveterias, nas cozinhas hospitalares, em lanchonetes hotéis e pousadas, como fica para o ser humano, a condição do risco de consumo de alimentos estragados devido a um blecaute da CELPE? Após um blecaute da CELPE, quem paga a conta desse prejuízo entre os pequenos ou grandes estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços? Será que isso só acontece conosco na região do Alto Sertão do Pajeú, porque nenhum sertanejo reclama no PROCON? Será que o fato da Região do Alto Sertão do Pajeú não ter um parque industrial, pode motivar uma falta de atenção maior pela CELPE, deixando o consumidor sertanejo sem energia elétrica, mantendo o nível de qualidade do fornecimento nas outras Regiões do Estado onde há parque industrial forte? A CELPE poderia explicar os blecautes através do Serviço de Atendimento ao Cliente?
Como cidadã, eu também utilizo a prestação de serviços da CELPE, também já tive prejuízos com os blecautes da CELPE, pago contas de energia elétrica e não estou satisfeita com os blecautes da CELPE.

Mª de Fátima Pereira da Silva <fbaiana53@hotmail.com>
São Paulo, SP Brasil - 25-Abril-2012 / 23:32:46

Fernando Pires
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 25-Abril-2012 / 22:52:14
Caro Paulinho, eu tenho um DVD do evento mas com certeza na Secretaria de Cultura também deve ter.

Lucio André <lucioandrev@hotmail.com>
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 25-Abril-2012 / 21:43:05
Ariano Suassuna já veio a Afogados da Ingazeira, no projeto Quinta Cultural. Alguém tem alguma imagem do evento?
Porque o projeto quinta cultural parou?

Paulo Andre de Souza <paulo@speletronica.com.br>
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 24-Abril-2012 / 21:25:36
Ariano Suassuna visita Escola Tomé Francisco em Lagoa da Cruz e Princesenses, Quixabenses e Carnaibanos vão prestigiar evento.
O escritor Ariano Suassuna volta à Escola Tomé Francisco da Silva, em Quixaba, no dia 24 de abril às 19h. Na Quadra da escola, na comunidade de Lagoa da Cruz, Ariano vai apresentar sua aula espetáculo “Tributo a Capiba”.
A aula de arte brasileira terá participação do Grupo Arraial. Há exatamente dois anos o escritor do Alto da Compadecida esteve em Santa Cruz da Baixa Verde, quando trouxe uma das maiores aulas espetáculo de arte brasileira vistas no país, intitulada “Chamada ao Piano”.
Ariano será recebido pelo professor Ivan José Nunes, Diretor da escola. Na oportunidade representantes políticos e alguns estudantes princesenses estarão prestigiando o evento. A escola Tomé Francisco da Silva é uma das melhores da região e acolhe ao longo de muitos anos alunos da cidade vizinha Princesa Isabel.
A escola recebeu várias modificações ao longo dos anos com a implantação da biblioteca, parque infantil, quadra esportiva, laboratório de informática e ampliação de salas de aula. A Biblioteca da escola leva o nome de Ariano Suassuna, um defensor da cultura do Nordeste, autor de Auto da Compadecida e A Pedra do Reino. (Fonte: Blog Cauê Rodrigues/ Blog Professor Valdemir/Quixaba).

Mª de Fátima Pereira da Silva <fbaiana53@hotmail.com>
São Paulo, SP Brasil - 24-Abril-2012 / 17:22:10

Comissão aprova criação de crime de enriquecimento ilícito de servidor
Proposta integra anteprojeto do Código Penal a ser votado no Congresso. Anteprojeto será entregue ao presidente do Senado até o fim de maio.

Os juristas convidados pelo Senado para a elaboração de um anteprojeto para a reforma do Código Penal aprovaram nesta segunda-feira (23) a criação de um artigo específico que criminaliza o enriquecimento ilícito de servidores públicos. O crime não está previsto hoje no Código Penal, e seria um avanço, segundo os integrantes, no combate à corrupção. "Tendo o tipo penal de forma clara, de forma definitiva, certamente isto será um fator de inibição a esta prática de corrupção", avaliou o presidente da comissão, o ministro do Superior Tribunal de Justiça, Gilson Dipp. Pelo texto que foi aprovado pela comissão e será incluído no relatório a ser apresentado ao presidente do Senado, José Sarney, até o fim de maio, o crime fica definido como "adquirir, vender, alugar, receber, ceder, emprestar, usufruir, de forma não eventual, de valores ou bens móveis ou imóveis que sejam incompatíveis com os rendimentos auferidos por funcionário público em razão de seu cargo ou por outro meio lícito".

A pena prevista seria no mínimo de um e no máximo de cinco anos de prisão. A pena muda caso se comprove que o enriquecimento se deve a um outro crime, como corrupção e lavagem de dinheiro, e pode ser ampliada em até dois terços caso se identifique o uso de laranjas. Também fica previsto o confisco dos bens adquiridos de forma ilícita.

Discordância
A definição do tema não foi consenso na comissão. O advogado Nabor Bulhões foi o único contrário à criação do crime - outros juristas não concordaram com a forma, mas aprovaram a ideia. A discussão sobre a redação, no entanto, foi longa.
As preocupações variavam sobre a chamada inversão do ônus da prova - ou seja, o temor de que o servidor acabasse tendo de provar a origem legal dos recursos, em vez de o Ministério Público provar a origem ilegal - até a possibilidade de uma devassa na vida dos servidores.
"Existem os crimes que geram o enriquecimento ilícito que nós já combatemos, como o peculato e a corrupção. Você definir como crime o efeito é um equívoco enorme, isso viola valiosos princípios do direito penal", criticou Bulhões.
Já o relator da comissão, o procurador regional da República Luiz Carlos Gonçalves, definiu a criação do crime como "histórica". "É um momento histórico na luta contra a corrupção no Brasil. Criminalizamos a conduta do funcionário público que enriquece sem que se saiba como, aquele funcionário que entra pobre e sai rico. Agora nós temos um tipo penal esperando por ele", afirmou. A comissão é formada por 15 juristas de diferentes áreas, e elabora um anteprojeto para alteração do código penal. O prazo para a entrega do texto final é 25 de maio. (Marcelo ParreiraDo G1, em Brasília)

Fernando Pires
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 23-Abril-2012 / 23:39:48

Zé de Góes

Você se foi para não mais voltar... Porém as pessoas que te conheceram jamais te esquecerão. A praça perdeu a graça, naquele banco onde as pessoas se aconchegavam a você para bater o papinho das noites encaloradas ou enluaradas, ou até noites frias de inverno, onde se falavam dos assuntos do dia... Pode-se dizer, a “fofoca saudável”, que faz parte do ser humano....
Não mantivemos muito contato, porém o pouco que te conheci jamais esquecerei, pois ao passar em frente ao banco da praça, vou sempre sentir a tua presença. Você me tratava carinhosamente de “colírio”.
Onde estiveres, receba o mesmo abraço que sempre te dei.
Nós te perdemos fisicamente, mas nunca iremos te esquecer!

Carmem Martins Freitas <carmart2013@hotmail.com>
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 23-Abril-2012 / 19:05:27
Procuro um grande amigo dos anos 70. nos conhecemos em Caicó-RN. ele era do Exercito seu nome JOSÉ XAVIER GOMES. Na epóca morava em Recife-PE.

Maria Jose <Mazehmelo@hotmail.com>
Natal, RN Brasil - 23-Abril-2012 / 14:50:37

Fernando Pires
- 23-Abril-2012 / 12:35:08

Waldecy Xavier de Menezes

Waldecy estaria comemorando hoje - 22 de abril de 2012 - seus 84 anos, se a morte não o tivesse levado em 4 de dezembro de 1989, aos 61 anos de idade.
Ele nasceu numa quarta-feira na Rua Maciel Pinheiro, em Nazaré da Mata, Pernambuco. [Leia sua biografia]

Fernando Pires
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 22-Abril-2012 / 8:25:09


Fogo, morte e desespero na Rodovia BR-101, no início da madrugada deste sábado 21
Foi na altura do quilômetro 134.2, próximo ao Posto Jequitibá, onde dois veículos bateram de frente. Duas mulheres e um homem morreram na hora.

O acidente, que teria sido provocado por uma carreta carregada com gás, envolveu um Corsa placa MSZ 4638, de São Mateus, e o cavalinho da carreta placa MHI 5555, de Lajes, Santa Catarina.

Uma testemunha disse ao Site de Linhares que o cavalinho, conduzido por Antônio Vieira da Silva, de idade não declarada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), seguia sentido Linhares – São Mateus e que atrás dela vinha o veículo carregado com gás. Este teria convergido para entrar no posto, sem parar no acostamento. O condutor do Corsa, o pecuarista Bruno José Matos Júnio, de 24 anos, ao tentar evitar a colisão, bateu de frente com o Cavalinho. O automóvel pegou fogo em seguida e o motorista do veículo que transportava gás fugiu.

O acidente aconteceu minutos após a meia noite e os profissionais do Corpo de Bombeiros foram acionados à 00h10, mas duas das três vítimas só foram retiradas de dentro do automóvel depois que as chamas foram contidas.A pista ficou fechada nas duas mãos de direção da Rodovia por quase uma hora. Morreram o condutor do Corsa e duas mulheres, todos passageiros do automóvel. Parentes das vítimas chegaram, desesperados, e ainda acompanharam o trabalho dos profissionais do Corpo de Bombeiros na retiragem dos corpos de dentro do carro queimado.

Vítimas

No início da manhã deste sábado (21) familiares das vítimas estavam no Serviço Médico Legal (SML). O Site de Linhares conversou com um irmão do condutor do Corsa, e ele disse que uma das mulheres, (a afogadense) Wellen Barbosa, 24 anos , era vendedora e trabalhava e morava em São Mateus. A outra mulher, de acordo com o irmão de Bruno, é Penha Sabrina Pancieri Passos, de 19 anos, que morava com a família dele, em Guriri. Ela era colega de trabalho de Welem e a família reside em Montanha.
As vítimas estavam vindo para Linhares, mas o irmão de Bruno não soube informar o objetivo da viagem. (sitedelinhares.com.br)

Fernando Pires
Afogados da Ingazeira.com, PE Brasil - 21-Abril-2012 / 11:36:50

Mais um livro de Milton Oliveira
O escritor e advogado afogadense Milton Oliveira (foto) estará lançando, em breve, o seu décimo terceiro livro. Agora ele resgata a história de Afogados da Ingazeira e de seu povo, fazendo detalhado relato de todas as famílias afogadenses, independente da classe social, tomando por base as pessoas que dão nome a uma rua, uma praça, uma escola, uma repartição pública, etc.
Trata-se de um trabalho que consumiu quase seis anos de pesquisa, portanto rico em informações diversas e, por isso mesmo, digno do interesse de todos os afogadenses, inclusive daqueles que residem longe desta cidade querida.
“Afogados da Ingazeira – As Ruas por Onde Andei – (Biografias)” é uma obra para ser lida e guardada com carinho.
Vamos manter viva a história da nossa cidade. Porque a história só é válida quando o povo tem conhecimento dela.

Fernando Pires
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 20-Abril-2012 / 21:21:41
Dona Lica, mãe de Zé Boinho, comadre de minha mãe, tinha na cozinha sua maior arte.
Meus pêsames aos familiares.

Junior Finfa <juniorfinfa@blogdosertao.com>
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 20-Abril-2012 / 15:49:18
Desejo encontrar meus familiares aí em Afogados da Ingazeira: José Moreno dos Santos (dono de um mercadinho) filho de Joaquim Moreno e Narciza. Rosely e Ronalda, netas de Joaquim Moreno.
O último endereço deles era Bairro da Ponte.
Agradeço pela ajuda.

Maria do Socorro Moreno dos Santos <socorro-moreno@hotmail.com>
Rio de Janeiro, RJ Brasil - 20-Abril-2012 / 14:03:52

Fernando Pires
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 19-Abril-2012 / 19:32:39
Luiz Militão, eu sou Gonzaga Barbosa, irmão de Francisco Barbosa. Eu lembro quando você ia voltar para São Paulo e veio dormir na casa do meu irmão Francisco e trouxe seu pai, até aqui em Afogados. Ele era primo do meu pai, portanto nós somos parentes (primos em 3º grau). Você até prometera um livro de 'biologia que tinha em casa e só tratava de animais em geral. Isso faz tempo, os meus pais eram vivos. O meu avô paterno, Antônio Barbosa Alves era primo legítimo do teu avô. Conheci de nomes os teus irmãos: Euclides e zeza (compadre de Francisco Barbosa ). Sempre aqui e acolá estou vendo alguém do Jardim!
Um abraço.

Gonzaga Barbosa <gonzagabarbosa40@hotmail.com>
Afogados da Ingazeira, PE Brasil - 19-Abril-2012 / 7:40:29
Inicio pedindo a Deus que abençoe os afogadenses e que Ele proteja os idosos da minha geração que sofremos muito, mas ainda estamos contando histórias.
Muito obrigado!

Luiz Militao da Silva <luizmilitai@yahoo.com>
São Paulo, SP Brasil - 18-Abril-2012 / 21:04:42
Fernando, minha mãe MARIA DO CARMO, conhecida como D. Lica, faleceu no sábado dia 14 de abril às 16h20 no IMIP.
Há três meses internada, lutando contra o CEA, por ela ser hipertensa seu estado se complicou, também por infecções.
O sepultamento foi no domingo dia 15 no Memorial Guararapes e a missa de 7º dia será às 19h de... na Igreja de Nossa Senhora de Lourdes em Cavaleiro, bairro onde residimos em Jaboatão. Também na Catedral do Senhor Bom Jesus dos Remédios, na nossa terra natal.
Ela completaria 77 anos no dia 27 de abril.
Grande abraço.

____________________________
Madalena, receba nossas sinceras condolências. (Fernando Pires)

Madalena Nascimento <madelnascimento@hotmail.com>
Jaboatão dos Guararapes, PE Brasil - 18-Abril-2012 / 8:44:37
Fernando, obrigado pela sua iniciativa. A gente que fica distante mata as saudades da nossa terra natal.

Genival Galdino da Silva (genival do onibus) <transcatedralsp@hotmail.com>
São Paulo, SP Brasil - 18-Abril-2012 / 0:05:09
Preciso encontrar Janaína Iara Lima Falcão, moradora de Afogados da Ingazeira. Ela é irmã de Roseane de Lima (ROSA) e há muitos anos estão separadas.
Moraram em Paulo Afonso/BA e Soledade/PA. Filha de Jose da Costa Falcão e Maria do Socorro Lima Falcão.
Rosa, sua irmã está aflita. Meu telefone é: 81-33762081 e 8884.9076.
Agradeço a quem puder ajudar.

Monica Iara <monica10iara20@hotmail.com>
Jaboatão dos Guararapes, PE Brasil - 17-Abril-2012 / 20:33:48
[Anterior] [Próximo]

Volta

Livro de Visitas desenvolvido pela Lemon Networks